FUNCIONÁRIOS DE EMPRESA TERCEIRIZADA DA COMSERCAF PARALISAM ATIVIDADES E FAZEM PROTESTOS EM CABO FRIO

07 DEZ 2017
07 de Dezembro de 2017

Cerca de quarenta funcionários de uma empresa terceirizada da Comsercaf, autarquia municipal de Cabo Frio, paralisaram as atividades de coleta de lixo e entulho nesta quinta-feira (6). Alguns protestam em frente à sede da empresa Prime, localizada no bairro Monte Alegre, cobrando a regularização do pagamento de salários. Os supostos donos da empresa, apontados na investigação como "laranjas", foram presos na terça-feira na Operação Basura, da Polícia Federal. Segundo os funcionários, o contrato de trabalho que eles mantém com a terceirizada prevê o pagamento até 20 dias depois do mês trabalhado. Eles cobram o pagamento do mês de outubro, que deveria ter sido pago no dia 20 de novembro.

Os trabalhadores são contratados pela Prime para prestar os serviços de retirada de lixo, entulho e galhos com caminhões próprios.

Quatro pessoas tiveram a prisão preventiva decretada e foram transferidas da sede da Polícia Federal em Macaé nesta quarta-feira (6). O presidente Cláudio Moreira foi encaminhado para o Batalhão Prisional Especial em Niterói, enquanto  o PM reformado Antonio Carlos Leal Carvalho e, oo empresários Bruno Toledo e  Pablo  Rodrigues foram levados para Água Santa no Rio, onde  passarão por triagem e podem ser transferidos para outras unidades.

Voltar