IBGE APONTA QUEDA NA PRODUÇÃO INDUSTRIAL POR CAUSA DA PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

11 JUL 2018
11 de Julho de 2018

No mês de maio, a produção industrial caiu em 14 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na comparação com abril. De acordo com o IBGE, o perfil disseminado de queda reflete os efeitos da paralisação dos caminhoneiros. Com a manifestação, ocorrida nos últimos 11 dias de maio, a produção nacional teve queda de 10,9% na comparação com abril, o pior resultado desde dezembro de 2008, quando o recuo havia sido de 11,2%. O detalhamento regional da pesquisa mostrou que as quedas mais acentuadas da produção industrial foram registradas em Mato Grosso, Paraná (-18,4%), Bahia (-15,0%), Santa Catarina (-15,0%), São Paulo (-11,4%) e Rio Grande do Sul, variando na ordem decrescente, de -24,1% em MT a -11.0% no RS. Somente o Pará alcançou desempenho positivo de sua indústria em maio, com alta de 9,2% da produção na comparação com abril. Para  o IBGE, o resultado da indústria paraense eliminou a queda de 8,5% observada no mês anterior.

Voltar