MORADORES DE IGUABA GRANDE PROTESTAM CONTRA CANCELAMENTO DE ELEIÇÃO SUPLEMENTAR PARA PREFEITO

09 OUT 2018
09 de Outubro de 2018

Na manhã desta segunda-feira (08/10), moradores de Iguaba Grande fizeram uma manifestação em frente à sede da Prefeitura e interditaram uma pista da Rodovia Amaral Peixoto. Eles são contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de anular a liminar que afastava a prefeita da cidade, cancelando a eleição suplementar que estava marcada para o dia 28 de outubro. De acordo com a organização, cerca de 500 pessoas participaram da manifestação, eles usavam roupas e bandeiras pretas para representar o luto pela política local. Além dos moradores, os candidatos que concorriam ao cargo de prefeito também participaram do ato. Ana Grasiella Magalhães (PP) foi afastada do cargo após o STF ter cassado no dia 30 de maio uma liminar que a mantinha como prefeita do município. Na época, o então presidente da Câmara de Vereadores, Balliester Werneck (PP) assumiu interinamente a Prefeitura e o TRE convocou a eleição suplementar. No dia 5 de outubro o ministro Ricardo Lewandowski suspendeu o agravo regimental que afastava Grasiella do cargo de prefeita. Ela foi a candidata mais votada em outubro de 2016, com 7.660 votos. Mas precisou entrar com um recurso para assumir o cargo porque o juiz eleitoral de Iguaba Grande negou o registro de sua candidatura. O magistrado entendeu que sua eleição constituiria efetivamente um terceiro mandato do mesmo grupo familiar, o que é ilegal. O sogro da prefeita foi eleito em 2008, para um mandato de quatro anos, mas renunciou seis meses antes das eleições de 2012.

Voltar