“Parças” na pandemia

 em Esportes

O Instituto Neymar Jr., mantido pela família do camisa 10 do PSG e seus patrocinadores, atendia cerca de 3 mil crianças e adolescentes carentes em Praia Grande. Está com as portas fechadas por causa da covid-19 desde março de 2020.

Os 142 funcionários e colaboradores, porém, seguem recebendo seus salários integrais e com acesso a plano de saúde — a folha é de mais de R$ 600 mil reais mensais.

A promessa é manter a estrutura como está até o fim da pandemia, e foi feita pessoalmente por Neymar da Silva Santos, o pai do jogador, em vídeo enviado aos funcionários em maio do ano passado. Os valores têm saído das contas do próprio jogador e das de sua família, já que as empresas apoiadoras também enfrentaram dificuldades no período.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Clique aqui  para ouvir nossa programação
Baixar APP
close-image
Clique aqui  para ouvir nossa programação